Logo logoPais SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina



Notícias


10/4/2017 - Cuidar da saúde hoje

E se o “depois” não chegar?

A procrastinação pode ser prejudicial em várias áreas da vida: acadêmica, profissional, familiar... A pesquisa para um trabalho que tem de ser entregue dali a um mês, os estudos para a prova, a confecção da apresentação para o chefe são exemplos do que a maioria das pessoas adia até os últimos minutos. 

O cuidado com a saúde também entra na lista do que muitas vezes deixamos para um “depois” que nunca chega. Mas o tempo passa e o organismo nos alerta. Às vezes, o fôlego falta ao subir uns poucos degraus; as pernas doem após uma curta caminhada; ou ainda o cansaço e o abatimento atrapalham a produtividade no trabalho, no estudo ou nas tarefas de casa.

Para evitar esses e outros contratempos e prevenir o surgimento de doenças como diabetes e hipertensão, é preciso adotar uma alimentação saudável e a prática de exercício físico, grandes aliados da saúde. 

É importante ressaltar que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), saúde não é apenas ausência de doença. O bem-estar físico, mental e social também faz parte de um quadro considerado saudável. 

Neste mês, quando é celebrado o Dia Mundial da Saúde (7 de abril), que tal parar de procrastinar e priorizar o cuidado com a saúde? Escolha uma atividade física que lhe seja prazerosa: vale musculação, caminhada, corrida, dança ou até aquele futebol com os amigos. O importante é dar adeus ao sedentarismo.

A saúde mental também deve ser cultivada: mente sã, corpo são – já diz uma famosa, e verdadeira, expressão. Vale ler um livro, observar a natureza, encontrar um amigo, voltar a ser criança durante uma brincadeira com o filho, rir de si mesmo, escrever, escutar uma música ou realizar outra atividade que ajude a equilibrar as responsabilidades e tarefas vividas diariamente.

Como dito anteriormente, uma alimentação balanceada está intimamente ligada à saúde e à qualidade de vida. Confira os dez passos definidos pelo Ministério da Saúde para alimentar-se adequadamente:  

  1. Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches saudáveis por dia. Não pule as refeições.
     
  2. Inclua diariamente seis porções do grupo de cereais (arroz, milho, trigo), tubérculos como as batatas e raízes como mandioca/macaxeira/aipim nas refeições. Dê preferência aos grãos integrais e aos alimentos na sua forma mais natural.
     
  3. Coma diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições e três porções ou mais de frutas nas sobremesas e nos lanches.
     
  4. Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, cinco vezes por semana. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e bom para a saúde.
     
  5. Consuma diariamente três porções de leite e derivados e uma porção de carnes, aves, peixes ou ovos. Retirar a gordura aparente das carnes e a pele das aves antes da preparação torna esses alimentos mais saudáveis!
     
  6. Consuma, no máximo, uma porção por dia de óleos vegetais, azeite, manteiga ou margarina. Fique atento aos rótulos dos alimentos e escolha aqueles com menores quantidades de gordura trans.
     
  7. Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas doces e outras guloseimas como regra de alimentação.
     
  8. Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa. Evite consumir alimentos industrializados com muito sal (sódio), como hambúrguer, charque, salsicha, linguiça, presunto, salgadinhos, conservas de vegetais, sopas, molhos e temperos prontos.
     
  9. Beba pelo menos 2 litros (de seis a oito copos) de água por dia. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições.
     
  10. Torne sua vida mais saudável. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo. Mantenha o peso dentro de limites saudáveis.


SAMU - Santa Catarina

Home
Notícias
EducaSamu
Trabalhe conosco
SAU
Fale conosco
SPDM
Quem Somos
Objetivos
O Samu em SC
Como Funciona
Centrais de Regulação
Unidades de Intervenção
Quando Acionar o Samu
SPDM - Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina - Todos os Direitos Reservados